ORIENTAÇÕES NUTRICIONAIS

Gripes e resfriados – Aspectos nutricionais

A maioria das pessoas desenvolve um resfriado duas ou três vezes por ano. É por esta razão que é chamado de “resfriado comum”. É caracterizado por coriza nasal, tosse e dor de garganta.
Nos meses de inverno, as gripes são mais comuns, e o que torna a gripe uma doença mais forte que o resfriado é a presença da febre,acompanhada de dores musculares e articulaculares. As complicações da gripe como a pneumonia, podem ser bastante sérias, e milhares de pessoas morrem por ano de gripe ou de suas complicações.
Os resfriados e as gripes são infecções respiratórias altamente contagiosas causadas por vírus. Já foram identificados mais de 100 vírus de resfriado(rinuvírus). Por isso podemos ter vários resfriados ao longo da vida, e estar imunizado a um dos vírus não nos protege dos outros tipos. Existem menos tipos de vírus da gripe, mas estes passam por freqüentes mutações, ou seja, mudam sua estrutura protéica, todos os anos, e é por isso que anualmente novas vacinas de gripe são produzidas .
Os médicos recomendam que todas as pessoas acima de 65 anos com problemas circulatórios, respiratórios, renais, metabólicos ou algum distúrbio imunológico, recebam a vacina contra a gripe.
As gripes e os resfriados se disseminam quando liberamos gotículas de líquidos carregados de vírus ao tossir e espirrar ou quando são transferidos para superfícies por meio do contato.
Quando a pessoa inspira um ar excessivamente seco(principalmente nos aviões e lugares com ar condicionado), suas passagens aéreas nasais formam pequenas rachaduras que são uma porta de entrada para os vírus. A melhor defesa é ingerir muito líquido, para reidratar as membranas sensíveis, usar um umidificador ou abrir uma janela para deixar entrar ar novo.
As pessoas ficam mais vulneráveis a pegar um resfriado quando seu sistema imunológico está debilitado. Entre as medidas preventivas estão: evitar bebidas alcoólicas, dormir bem e reduzir os níveis de estresse.
A importância da alimentação
Embora não exista cura para gripes e resfriados, uma boa alimentação pode ajudar a previní-los, encurtar a duração ou abrandar os sintomas.
Ainda não foi comprovado que megadoses de vitamina C podem prevenir ou curar gripes e resfriados , mas como a vitamina C tem propriedade anti-histamínica, beber sucos de frutas cítricas ou tomar um suplemento pode ajudar a reduzir sintomas nasais.
Como a febre alta pode levar a desidratação, durante uma gripe ou resfriado, beba no mínimo de oito a dez copos de líquidos por dia, para repor as necessidades corporais, manter as mucosas úmidas e soltar o catarro. Beba água, chá, sucos de frutas ou caldos. Não faça uso de bebidas alcoólicas, pois o álcool tem efeito vasodilatador e provoca uma sensação de entupimento dos seios nasais. Bebidas alcoólicas podem produzir efeitos adversos quando ingeridos a medicamentos e além disso, reduzem a capacidade do corpo de combater a infecção.
Quanto à alimentação, os médicos recomendam que o paciente coma sempre que sentir fome. Os seguintes alimentos podem ser úteis e ajudar a combater os sintomas:
- canja de galinha: é de fácil digestão e contém cistina, um aminoácido que ajuda a afinar o muco, aliviando a congestão nasal.
- alho e pimentas(capsaicina) podem funcionar como descongestionante natural.
- frutas, verduras e legumes por conterem vitamina C
-alimentos ricos em zinco – pois mantém o sistema imunológico saudável. Boas fontes de zinco são frutos do mar(ostras), carne vermelha e aves, iogurte e outros produtos derivados do leite, germe de trigo, farelo de trigo e grãos integrais.

Dra. Márcia Alexandra Martins CRM 3625 – MS
Especialista pela Sociedade Brasileira de Psiquiatria
Especialista pela Sociedade Brasileira de Nutrologia

Atenção: as informações contidas neste site têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar auto-diagnóstico, auto-tratamento ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, o médico deverá ser consultado.

 

 
VOLTAR
CLINíCA ACTIVITé © 2016